Rádio

 


Decreto libera 100% de público nos estádios e ginásios de Natal

 

Para dimensionar o que é a Eletrobras, pense que, de cada 10 lâmpadas ligadas no país, ao menos 3 são abastecidas pela energia gerada pela companhia.

Maior empresa de energia da América Latina, dona ou sócia das mais importantes hidrelétricas do Brasil, como Belo Monte e Furnas, e responsável por quase 44% do sistema de transmissão do país, a estatal foi colocada numa corrida contra o tempo para ser privatizada.

O processo precisa ser concluído ainda no primeiro semestre, antes de a campanha eleitoral entrar na fase decisiva e afastar investidores. A venda foi modelada para ocorrer por meio de capitalização em Bolsa. Serão emitidas ações e recibos de ações (ADRs), respectivamente no Brasil e nos Estados Unidos.

Se vingar, a oferta será uma das maiores operações em Bolsa na história das empresas brasileiras, cerca de R$ 25 bilhões, pelas estimativas. Só vai perder para a icônica emissão da Petrobras em 2009, quando a estatal de petróleo captou US$ 69 bilhões (R$ 353 bilhões pela cotação atual).

A prefeitura de Natal liberou 100% de ocupação de estádios e ginásios esportivos na capital potiguar a partir deste sábado (5). A medida foi oficializada por meio de um decreto publicado no Diário Oficial do Município e já está em vigor.

Por causa da pandemia da Covid-19, até então, os equipamentos esportivos só podiam abrir com até 50% da capacidade de público. O último decreto sobre o assunto tinha sido publicado em outubro de 2021.

O novo decreto foi publicado um dia antes do clássico entre América e ABC pelo campeonato estadual, marcado para 16h deste domingo (6) na Arena das Dunas.

O g1 procurou a Federação Norte-riograndense de Futebol para saber se a medida já valeria para este jogo, a entidade informou que há um planejamento prévio do jogo e que agora cabe ao América e à Arena das Dunas, seguindo as normas vigentes e entendimento com o Comando do Policiamento, decidir sobre o assunto.

Segundo o texto do Diário Oficial, "fica autorizada a abertura e funcionamento dos estádios e ginásios com 100% da capacidade de ocupação do local para a realização de eventos esportivos, desde que atendidos os protocolos e regras gerais de distanciamento social e prevenção à Covid-19".

Ainda de acordo com o documento, cabe à administração dos estabelecimentos gerenciar o controle de acesso às suas dependências, evitar tumultos e aglomerações, bem como garantir e viabilizar o cumprimento dos protocolos e regras gerais de distanciamento social e utilização de máscaras.

Não há citação a passaporte vacinal, que é exigido pelo governo do estado, mas não foi seguido pela prefeitura da capital potiguar.

Com informações G1 RN

Postar um comentário

0 Comentários